terça-feira, 6 de agosto de 2013

Psoríase nos pés

A psoríase nos pés é uma doença não infecciosa que atinge a pele, deixando o local avermelhado com o surgimento de pequenas placas que podem deixar o aspecto dos membros escamoso, podendo prejudicar as unhas e as articulações dos pés. É uma doença que se for diagnosticada com antecedência pode ser trata facilmente, evitando diversos problemas, porém, em alguns casos, a doença se espelha, deixando os pés com uma aparência grotesca, causando diversos problemas. Existem dois tipos de psoríase que atingem os pés. Por isso, é importante descobrir qual tipo está atingindo os membros para que seja realizado o tratamento mais adequado para o caso.
Tipos de psoríase:
Os pés são facilmente afetados quando uma pessoa possui uma psoríase, no entanto, dependendo do local, as lesões possuem nomes e características diferentes.
• Psoríase ungueal: A psoríase ungueal é quando a doença ocorre nas unhas. Isso faz com que a unhas cresçam rapidamente e modifica a aparência delas, pois as deixam com esfarelamento e depressões. Além disso, causa o descolamento da unha, deixando a pele mais espessa e a doença pode destruir completamente a unha afetada.
• Psoríase palmo-plantar: As lesões surgem tanto nas plantas dos pés quanto nas superfícies, provocando o aparecimento de calos. Geralmente a psoríase palmo-plantar deixa a pele avermelhada e muito espessa, além disso, pode provoca abertura de fendas, deixando o aspecto dos pés prejudicado. Essas lesões são secas e normalmente estão inflamadas e quando não são diagnosticadas e tratadas adequadamente, pode afetar a saúde do indivíduo.
Os pés são membros vulneráveis à psoríase. Por isso, é importante conhecer o tratamento apropriado para esse problema e quais os cuidados que as pessoas devem ter.
Tratamentos e cuidados:
Quando o médico faz o diagnóstico da psoríase, é comum receitar alguns tratamentos. Sendo assim, o uso de medicamentos e pomada anti-inflamatória deve ser necessário para tratar a doença, além disso, é fundamental seguir cada orientação dada pelo profissional, pois em alguns casos, é comum a doença voltar.
A pessoa pode evitar problemas com essa doença na região. Dessa forma, é importante realizar alguns procedimentos que podem evitar o problema:
• Coloque os pés em uma bacia com água salgada e deixo-os por 10 minutos, abrindo bem cada dedo para que todas as partes dos pés sejam molhadas.
• Seque cuidadosamente cada parte e cada dedo retirando completamente a água.
• Após a lavagem, utilize os cremes recomendados pelo médico, espalhando cuidadosamente por todas as partes. Retire o excesso.
No inverno, mantenha os pés aquecidos, pois isso contribui para manter os pés saudáveis e ajuda na circulação sanguínea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.