quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Tungíase - Bicho do pé

A tungíase, conhecida como bicho do pé, é uma doença causada por um tipo de pulga que encontramos no solo, principalmente em regiões de pastos, onde frequentam muitos animais. Atinge diretamente o tecido dos pés, penetrando na pele e sugando o sangue do local. Geralmente essa doença tem o formato arredondado e uma cor amarelada. Além disso, pode se espalhar, pois o causador costuma colocar ovos na região, proliferando a doença.

Em alguns casos, a pessoa que contraiu a tungíase, possui o pé totalmente contaminado, por isso, é fundamental ter hábitos que possam evitar esses problemas. Além disso, é fundamental o diagnóstico para realizar o tratamento adequado. Sendo assim, é importante conhecer os sintomas que as pessoas apresentam quando são contaminados por essa pulga.

[caption id="attachment_3005" align="alignnone" width="300"]Tungíase - Bicho do PéImagem fonte: Institute of Tropical Medicine Antwerp Female Tunga penetrans under a toe nail. Photo Dr Van den Enden[/caption]



Sintomas da doença



As pessoas que adquirem o bicho do pé possuem sintomas semelhantes que ajudam no diagnóstico da doença. Dentre eles destacam-se:


  • Coceira excessiva. O local onde foi contaminado coça demasiadamente, deixando a pele ferida e avermelhada.

  • Devido à doença e a coceira, o pé pode apresentar infecções.

  • A pessoa sente dor no local atingido.

  • Geralmente a área afetada apresenta uma secreção.



Precauções



Para evitar a contaminação, é necessário manter algumas precauções, pois a doença pode se espalhar, causando diversos outros problemas e o tratamento pode ser mais intenso para que a cura seja obtida. Sendo assim, é importante conhecer as ações que podem prevenir o surgimento do bicho do pé.

Algumas pessoas possuem o hábito de andar descalço, no entanto é essencial evitar esse hábito em solos desconhecidos, principalmente frequentados por animais, pois é mais comum encontrar a pulga que causa a tungíase. Se aparecer algum sintoma da doença, procure um profissional da saúde especializado para obter o tratamento adequado, antes que a situação piore. Assim, manterá a saúde dos pés intacta.

Tratamento



O tratamento para curar a tungíase depende do diagnóstico e da situação de cada pessoa. Geralmente, o dermatologista recomenda a remoção completa da pulga causadora da doença. Essa remoção pode ser feita através de agulhas ou cortes feitos com bisturi. Além disso, quando for detectada uma infecção no local, é necessário que a pessoa faça uso de antibióticos para eliminar a infecção e tratar adequadamente o problema.

Algumas pessoas costumam tomar providências sem o auxílio do médico, isso pode fazer com que a situação piore e a infecção contraída fique ainda mais grave, levando a pessoa a necessitar de tratamentos mais agressivos. Por isso, recorra ao especialista quando surgir algum sintoma da tungíase para que as precauções adequadas forneçam um bom resultado, mantendo os pés saudáveis e seguros.


AVISO


As informações contidas neste blog não substituem aconselhamento profissional e orientação de seu médico, a quem você deve e tem total responsabilidade de consultar antes de tomar decisões sobre sua situação e problemas de saúde.

2 comentários:

  1. Rodiney Dias Cobas6 de novembro de 2013 12:38

    O tratamento dos pés é coisa séria, deles derivam diversas doenças que se não forem tratadas por especialistas, levariam até mesmo a amputação do nosso meio mais sólido de locomoção.
    As dicas aqui devem serem seguidas a risca para evitar danos permanentes.

    ResponderExcluir
  2. Muito bem observado Rodiney!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.